Sicredi 1
Copacol Supermercados
ACICAF
Prefeitura
Prefeitura 2

Motociclista que matou mulher a tiros em Curitiba agiu com 'extrema crueldade', diz delegada

Por Amilcar Bueno em 22/06/2021 às 20:27:17

Ana Campestrini, de 39 anos, trabalhava como empregada doméstica e foi executada ao chegar em casa, nesta terça-feira (22); crime foi registrado por câmeras de segurança. Polícia investiga assassinato de mulher em Curitiba

A Polícia Civil investiga a morte de uma mulher, de 39 anos, assassinada a tiros por um motociclista, nesta terça-feira (22), quando chegava em casa. O crime aconteceu no bairro Santa Cândida.

A delegada Tathiana Guzella, que investiga o caso, disse que a pessoa que matou Ana Campestrini agiu de forma cruel.

"Testemunhas confirmaram não ter havido diálogo entre o atirador e a vítima. Há extrema crueldade no ato, foram recolhidos no local 14 estojos de arma calibre 9 milímetros, ainda aguardando laudo pericial. Dá a impressão, pelas imagens, que era uma pessoa que tinha experiência com os disparos de arma de fogo", disse.

Ana Campestrini deixa três filhos, de nove, 11 e 17 anos. Segundo a polícia, ela trabalhava como empregada doméstica. Ela foi casada por 17 anos e havia se separado do ex-marido há cerca de quatro.

Conforme informado pela polícia e por familiares, Ana mantinha relacionamento com uma mulher e buscava na Justiça a guarda dos filhos.

Ainda nesta terça-feira, a policia ouviu a companheira da vítima, outros familiares e testemunhas.

Segundo polícia, suspeito atirou 14 vezes

Reprodução/Câmera de segurança

Ainda segundo a delegada, após o crime, o atirador retornou pelo mesmo caminho que chegou, o que aponta que não estava no local casualmente. "As imagens sem dúvida nenhuma demonstram extrema crueldade no ato", disse.

Conforme a polícia, o suspeito atirou 14 vezes contra o carro, sendo que seis tiros passaram pela porta.

A delegada destacou que ainda investiga qual foi a motivação do crime, e informou que a vítima não tinha passagens pela policia.

Ana Campestrini tinha 39 anos e foi morta a tiros, em Curitiba

Reprodução/RPC

Uma amiga de Ana disse que estava prevista para esta quarta-feira (23) uma visita dela aos filhos.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML). Segundo a família, o velório está previsto para ocorrer em Lontras, Santa Catarina.

Imagens

Mulher é executada a tiros por motociclista em Curitiba, diz polícia

O crime foi registrado por uma câmera de segurança. As imagens foram divulgadas pela polícia. Assista ao vídeo acima.

No vídeo, é possível ver o portão do condomínio abrindo, enquanto a vítima, que dirigia o carro, se aproximava. Ao virar para entrar no local, ela foi abordada pelo motociclista que apontou a arma e efetuou os disparos.

Ana Campestrini deixa três filhos e companheira

Reprodução/RPC

A Polícia Civil informou que apura o caso para identificar e prender o suspeito. Em caso de informações, moradores podem entrar em contato com a Polícia Civil para denúncias que auxiliem na identificação do suspeito.

A ação pode ser feita de forma anônima pelos telefones 197 da Polícia Civil, pelo 181 (disque-denúncia) ou 0800-6431-121.

Caso aconteceu no Bairro Santa Cândida, nesta terça (22)

Victor Hugo Bittencourt/RPC

Assista aos vídeos mais acessados do G1 PR

Veja mais notícias do estado em G1 Paraná.
Comunicar erro
rashid

Comentários