Sicredi 1
Prefeitura 2
Prefeitura

Vídeo mostra homem chutando gambá, e polícia investiga maus-tratos, em Paranavaí

Por Amilcar Bueno em 12/05/2022 às 20:08:09

Segundo o IAT, homem é procurado e será autuado por maus-tratos. Polícia Civil também investiga caso de comerciante que matou tatu para comer e postou nas redes sociais. Homem é flagrado chutando gambá, em Paranavaí

A Polícia Civil está investigando dois casos de maus-tratos contra animais silvestres, em Paranavaí, no noroeste do Paraná. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (12).

Conforme o Instituto Água e Terra (IAT), o primeiro caso é de um homem que foi filmado dando chutes em um gambá que apareceu em uma instituição de ensino.

UEM é inocentada no Ministério da Ciência em processo sobre maus-tratos a cães em pesquisas

Maus-tratos a animais vão além de violência

A outra ocorrência envolve uma comerciante que publicou a foto de um tatu nas redes sociais. Depois, fez outra postagem indicando que havia matado o animal e estava cozinhando em uma panela, segundo o IAT.

Com a repercussão dos casos na internet, o IAT registrou boletins de ocorrência pelos crimes contra a fauna brasileira.

Homem aparece no vídeo dando chutes no gambá, em Paranavaí

IAT/Divulgação

De acordo com o instituto, os envolvidos serão intimados pela polícia e, depois, autuados pelo órgão ambiental, com multa de pelo menos R$ 500. Eles devem responder de forma administrativa e criminal.

O IAT informou ainda que no caso do tatu, foi verificado que a comerciante que matou o animal não passava por necessidades financeiras para ter a necessidade de se alimentar do animal silvestre.

Comerciante postou foto de tatu sendo cozinhado em panela, em Paranavaí

IAT/Divulgação

Em relação ao caso do gambá, a escola onde o caso foi registrado mencionou ao IAT que o homem que chutou o animal era um funcionário terceirizado.

Segundo o Instituto Água e Terra, os moradores que encontrarem um animal silvestre devem acionar o órgão, pelo telefone 44 3423-1013, ou a ouvidoria do município, no número 153, para que a captura e soltura seja feita de forma adequada.

Polícia investiga casos de maus-tratos a animais em Paranavaí

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 PR

Veja mais notícias da região no g1 Norte e Noroeste.
Comunicar erro
PREMOLD

Comentários

rashid