Sicredi 1
Prefeitura 2
Prefeitura

Vídeo mostra momento da prisão de policial federal que atirou contra clientes de posto de combustíveis, em Curitiba

Por Amilcar Bueno em 03/05/2022 às 16:58:36

Segundo a PM, tiros que mataram um e feriram três foram motivados por discussão. Ronaldo Massuia Silva teve a prisão convertida em preventiva nesta terça (3). Defesa do policial disse que ele teve 'surto psicótico'. Vídeo mostra momento da prisão de policial federal, em Curitiba

Um vídeo registrou o momento da prisão do policial federal que matou uma pessoa e feriu outras três a tiros, após uma confusão em um posto de combustíveis, em Curitiba. Assista acima.

Segundo a Polícia Civil, o policial federal Ronaldo Massuia Silva, de 43 anos, foi preso em flagrante no domingo (1º). Nesta terça-feira (3), a Justiça converteu a prisão em preventiva após pedido do Ministério Público do Paraná (MP-PR).

Corpo de fotógrafo morto por policial federal que atirou contra clientes de posto de gasolina em Curitiba é sepultado

Nas imagens, é possível ver o policial sentado em uma mureta do posto após ter feito os disparos contras as vítimas.

Os policiais militares se aproximaram com cuidado do suspeito, até o abordarem e retirarem a arma de fogo dele. O vídeo da prisão foi anexado ao processo do caso, que não é sigiloso.

Agente estava sentado quando foi abordado pelos policiais, em Curitiba

Arquivo pessoal

A Polícia Federal informou que abriu um processo disciplinar pela corporação para apurar o fato.

A defesa do investigado afirmou que o cliente teve um "surto psicótico."

Conforme a Polícia Civil, ele deve ser indiciado por homicídio qualificado, além de três tentativas de homicídio.

O caso

Andre Muniz Fritoli, de 32 anos, morreu após ser baleado por um policial federal, em Curitiba

Arquivo pessoal

Uma das vítimas é o fotógrafo Andre Muniz Fritoli, de 32 anos. Ele morreu a caminho do hospital e foi enterrado nesta terça-feira.

Outras três pessoas também foram atingidas e encaminhadas para o hospital. O estado de saúde delas é considerado estável pelas equipe médicas.

Veja abaixo o vídeo do momento em que o policial atirou contra clientes do posto de gasolina.

LEIA MAIS

Mulher baleada por PF envia áudio a colegas e considera ter nascido de novo

Corpo do fotógrafo Andre Muniz Fritoli, morto por policial federal em Curitiba, foi sepultado na manhã desta terça-feira (3)

Elcio Branco/RPC

Vídeos da discussão e tiros

Imagens que a RPC teve acesso mostram o momento dos disparos na loja de conveniência do posto. Os tiros foram por volta de 23h45. O posto de gasolina onde tudo aconteceu fica na Rua Sete de Setembro.

Imagens mostram tiroteio em posto de gasolina em Curitiba

As imagens mostram o interior da loja de conveniências e logo no início é possível ver clientes se jogando no chão e correndo para fora.

Na sequência, o policial aparece efetuando diversos disparos. Pelas imagens, é possível ver que os tiros foram à queima roupa. Ele segue em direção à saída da loja, e aparece disparando contra clientes do lado de fora.

Um outro vídeo mostra o início de uma discussão envolvendo o suspeito e outras pessoas no local. Nas imagens, ele e um outro homem aparecem trocando tapas (veja mais abaixo).

O agente de segurança foi levado preso para a Polícia Federal em Curitiba. Entretanto, por causa da conversão para a prisão preventiva, será encaminhado ao sistema prisional.

A defesa dele afirmou que o cliente teve um "surto psicótico, devido ao quadro profundo de depressão que vem enfrentando".

Ainda conforme os advogados, Ronaldo Massuia Silva está abalado, principalmente pela morte de uma pessoa e pelas outras três feridos que estão internados.

Vídeo mostra discussão antes de tiroteio em posto de gasolina em Curitiba

Crime

De acordo com informações da Central de Flagrantes de Curitiba prestadas no início de segunda-feira (2), o policial havia chegado ao posto e, após se desentender com um grupo de pessoas, incluindo um segurança do estabelecimento, sacou a arma e começou a atirar.

Clientes tentam apartar a discussão e tentam direcionar o policial para fora da loja. O agente sai do estabelecimento, e segundos depois as imagens mostram ele atirando contra a porta de vidro da loja, que se estilhaça.

Os segundos seguintes do vídeo registram o início dos disparos pelo policial.

A reportagem questionou a PF sobre se a arma usada era da corporação e sobre o histórico do agente. Em resposta aos questionamentos, a corporação afirmou apenas que, desde que tomou conhecimento do episódio, acompanha e colabora com as investigações.

"A Polícia Federal lamenta profundamente os acontecimentos e expressa solidariedade neste momento de luto e dor das vítimas, familiares e amigos, ressaltando que tais condutas não refletem a formação, princípios e valores éticos da Instituição", disse em nota.

Testemunhas relataram detalhes do tiroteio

Testemunhas disseram que o policial chegou ao posto nervoso e pediu um isqueiro para acender um cigarro. Ainda conforme testemunhas, clientes tentaram conter o agente, que pegou uma pistola 9 milímetros e começou a atirar na direção da loja de conveniência.

Segundo a polícia, o agente federal apresentava sinais de embriaguez.

O Boletim de Ocorrência da PM cita que o policial atirou pelo menos 10 vezes em direção à loja de conveniência e que ele estava dirigindo um carro da Polícia Federal descaracterizado.

Vídeos gravados por um cliente do posto mostram o momento em que as vítimas feridas eram atendidas pelo Corpo de Bombeiros. Assista:

Tiroteio em posto de combustíveis mata uma pessoa e deixa feridos, em Curitiba

Feridos

Quatro pessoas foram baleadas pelo policial. O fotógrafo André Muniz Fritoli, que morreu, além de outros dois homens, de 24 e 43 anos, e uma mulher, de 30 anos, que foi alvo de três disparos: no peito, perna e no abdômen.

A mulher baleada gravou um áudio para os amigos do grupo contando o que aconteceu. Ouça abaixo:

Mulher baleada por policial federal em posto de Curitiba envia áudio a colegas

Assista aos vídeos mais acessados do g1 PR

Mais notícias do estado no g1 Paraná.
Comunicar erro
PREMOLD

Comentários

rashid